27 agosto 2010

Working mom

Essa terceira semana no trabalho tem sido um pouco dura pra mim. Na terça-feira tive um dia super difícil lá na agência e cheguei em casa em prantos, me sentindo mal porque não consegui chegar em casa na hora para estar com o pequeno M.


Acabei me sentindo culpada, confundindo todos os sentimentos que agora mesmo estão à flor da pele, me achando uma egoísta de só pensar na minha carreira e com um medo tremendo de um dia me arrepender de ter voltado a trabalhar enquanto o M. é tão pequenino.


Se paro para pensar, uma criaturinha com somente 5 meses e meio de vida é tão indefesa e tão pequena, como posso deixar ela em casa todas essas horas? Em agosto até que os meus horários não são os piores (trabalho das 9 às 15) mas apartir de setembro começo a trabalhar horário normal. O Max começa a guarderia no dia 13 de setembro, e serão 8 horas lá, com as professoras e coleguinhas. É muito tempo não? 


Espero que ele não sofra assim como eu estou sofrendo. Sinto muita saudade de passar o dia todo com ele, mas não posso deixar de trabalhar, ainda mais agora que queremos comprar uma casa... Ai como é difícil ser mãe as vezes! 


This has been proving to be a very tough week for me. On Tuesday I had a terrible day at work, and when I got home (late!) I felt so guilty and sad for not being with little M. that I burst into tears. 


I have mixed feelings now about my career and motherhood. They seem to me like water and oil. I need to find my balance, but it's been very difficult for me not to think of all the hours I have to spend in the office far away from my little man. 


Right now he's with his dad at home and I work until 15.00h, but what about September when I start working regular hours (until 18.00h) and Max starts going to nursing school? Can you imagine our little man spending 8 hours of his day there?


I feel devastaded and guilty and miserable these days. Shouldn't I work only part time to stay with him? But then, how are we going to apply for the house loan? 


So many decisions, so little options, I just hope little Max feels good at school and doesn't suffer too much like I am suffering right now from all this... tough to be a mother sometimes!

5 comentários:

Carol Passuello disse...

Oi!
Acompanho teu blog, mas é a primeira vez que comento.
Estou passando pela mesma coisa que tu. Tenho gêmeos de 5 meses e meio e segunda volto a trabalhar, ficarão na escolinha das 10hs-18hs... Pensei bastante se deveria ou não voltar a trabalhar, definitivamente é uma decisão muito difícil e pessoal.
No meu blog conto um pouquinho de como foi a escolha da escola e a minha adaptação...
Bjs

Irene Altadill disse...

Vane, don't feel guilty!! I know, easy to say, difficult to do... but I'm sure you have been, are and will be a supergreat mum!!!! Little M loves you!! Beijos!!

Carine disse...

Vane, todos passamos por la. Pois, é muito dificil deixar o filhote em casa mas acho tao importante tambem de manter uma certa independencia e ficar trabalhando. Os nossos fihlos estao bem pequeninos ainda, por isso é dificil ver a logica de ter que estar longe deles mas a final de contas, eles vao crescer e fazer sua propria vida, portanto é importante que os pais (nao só a mamae, ne) continuarem a nossa vida tambem. Tua volta ao trabalho ainda esta muito recente. Daqui ha pouco vais encontrar o bom equilibre entre vida proficional e vida pessoal, e logo vais ver que sera mais facil. Afinal, o mais importante pro Max é pra ele sentir o amor de vc e do Rémi por ele. Depois, sentir culpa isso faz parte de ser mae! Sending u heaps of positive thoughts your way. Beijoes x

Vanessa Ribeiro disse...

Oi meninas, muito obrigada pelo carinho e a força. Continuo meio abalada, com um nó na garganta cada vez que penso nas poucas horas que passo com o Max agora, mas é tudo um questão de adaptação né?

Beijinhos mamães trabalhadoras,

Van

Daniella disse...

Oi Vanessa! Super me identifico com isso, pois amo estar com meu pequeno, mas amo fazer outras coisas também...penso que é bacana ele crescer vendo a mãe trabalhando, saindo de casa, tendo outros assuntos e interesses ( sem falar na questao financeira, dois ganhando é sempre bom!).

EU fico com o coraçao torcido qdo saio p trabalhar, e pretendo deixa-lo por meio periodo, que sensaçao louca essa de estar abandonando, mas é claro nao é nada disso, somos apenas mães do século XXI.

bjao

Related Posts with Thumbnails